fbpx

Dor nas pernas

POR QUE É QUE SOFRO DE DOR NAS PERNAS?

Pernas pesadas? Dor nas pernas? Pernas inchadas ao final do dia? Os sintomas agravam depois de um dia de pé?

O sangue das veias das suas pernas flui em direção ao coração. A doença venosa é uma patologia que se caracteriza pela dificuldade das pernas em enviar o sangue de volta ao coração. Esta patologia afeta as válvulas das veias, cuja função primordial é a de prevenir o refluxo do sangue causado pela gravidade.

Os problemas valvulares podem resultar na acumulação de sangue nas veias das pernas.
Aqui tem um pequeno vídeo sobre as pernas pesadas. Pode saber mais em dornaspernas.pt

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Alguns tipos de doença venosa não apresentam sintomas. No entanto, existe um quadro sintomático característico:

  • sensação de pernas pesadas, especialmente ao fim do dia, aliviada pela elevação dos pés ou andando
  • pernas inchadas, particularmente na zona dos gémeos e em torno dos tornozelos
  • dormência ou formigueiro
  • cãibras musculares
  • comichão, etc.

Estes sintomas são mais comumente sentidos na zona dos gémeos, tendendo a aumentar ao longo do dia e com o tempo quente.

QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS?

À medida que a doença progride, e particularmente se não é tratada, poder-se-á observar:

Formação de varizes visíveis que, muitas vezes, se revelam dolorosas…
… Seguida de complicações incapacitantes, como edema e alterações da pele com alterações na cor da pele, resultando até mesmo na formação de úlceras de pele.

QUEM É AFETADO?

Homens, mulheres, todos nós podemos sentir pernas pesadas . No entanto, algumas pessoas correm maior risco:

Mulheres grávidas.
Pessoas com excesso de peso.
Pessoas cuja ocupação profissional exige longos períodos em pé ou sentado (farmacêutico, padeiro, professor...).
Pessoas com histórico familiar de doença venosa.

CONSELHOS E EXERCÍCIOS PARA ALIVIAR A DOR NAS PERNAS

Aqui estão oito conselhos para o ajudar a aliviar a dor nas pernas [1,2]:

Use roupas largas e sapatos com saltos nem muito altos nem muito baixos.
Evite a exposição direta das pernas ao calor (sol, banhos quentes, jacuzzi, sauna).
Movimente-se sempre que possa, evitando ficar sentado por longos períodos.
Evite o tabaco e alimentos que promovem a congestão venosa: café, chá, especiarias...
Pratique, pelo menos, uma atividade física regularmente (bicicleta, natação, marcha...).
Massaje e enxague as pernas com água fria.
Sempre que possível coloque as pernas numa posição mais elevada, especialmente à noite antes de dormir.
Evite o excesso de peso.

OS MEUS SINTOMAS PERSISTEM. QUE TRATAMENTO POSSO UTILIZAR PARA ALIVIAR AS MINHAS PERNAS PESADAS?

Além das regras de estilo de vida, existem tratamentos médicos que também podem aliviar as pernas pesadas :

MEIAS DE COMPRESSÃO

A compressão, na forma de meias de compressão, ajuda a reequilibrar as pressões venosas para aliviar os sintomas da doença venosa. As meias devem ser utilizadas regularmente.

VENOATIVOS

De forma complementar às alterações no estilo de vida e às meias de compressão, os medicamentos venoativos promovem a circulação sanguínea e alguns tratam os sintomas de doença venosa, como a sensação de pernas pesadas.

Estes tratamentos podem ser usados simultaneamente para fortalecer o capital venoso.

Aconselhe-se junto do seu médico ou farmacêutico sobre o tratamento mais adequado para os seus sintomas.

DAFLON – FRACÇÃO FLAVONÓICA PURIFICADA MICRONIZADA

Daflon é um medicamento indicado no tratamento de distúrbios da circulação venosa (pernas pesadas, dores, inchaço) e no tratamento dos sinais funcionais relacionados com a crise hemorroidária.

Aconselhe-se junto do seu médico ou farmacêutico. Leia as instruções cuidadosamente. Se os sintomas persistirem, consulte o seu médico.

1. Site de informações de saúde de seguro de doença : http://www.ameli-sante.fr/   
2. Recomendações dos medicamentos venotrópicos da Agência Nacional Francesa de Segurança do Medicamento e Produtos de Saúde. 
3. Site oficial da Sociedade Francesa de Flebologia : http://www.sf-phlebologie.org/ 

INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RCM | NOME DO MEDICAMENTO*: Daflon 500. COMPOSIÇÃO*: Bioflavonoides (Fração flavonóica purificada micronizada). Cada comprimido revestido por película de 500 mg contém: 90% de diosmina, ou seja 450 mg por comprimido revestido por película; 10% de flavonoides expressos em hesperidina, ou seja 50 mg por comprimido revestido por película. FORMA FARMACÊUTICA*: Comprimido revestido por película, cor de salmão e de forma oval. INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS*: Tratamento dos sintomas e sinais relacionados com a insuficiência venosa (pernas pesadas, dor, cansaço, edema). Tratamento sintomático da crise hemorroidária. POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO*: Posologia habitual: 2 comprimidos revestidos por película por dia. Na crise hemorroidária: nos 4 primeiros dias: 6 comprimidos revestidos por película repartidos em 3 tomas; nos 3 dias seguintes: 4 comprimidos revestidos por película repartidos em 2 tomas; em seguida voltar à posologia de manutenção: 2 comprimidos revestidos por película por dia. CONTRAINDICAÇÕES*: Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE UTILIZAÇÃO*: A administração deste medicamento no tratamento sintomático da crise hemorroidária não substitui o tratamento de outros problemas anais. Se não houver remissão dos sintomas, deve ser consultado um médico de forma a proceder-se ao exame proctológico e à revisão do tratamento, caso haja necessidade. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E OUTRAS FORMAS DE INTERAÇÃO*: Não foram realizados estudos de interação. FERTILIDADE, GRAVIDEZ E ALEITAMENTO*: Gravidez: O tratamento deve ser evitado. Estudos experimentais no animal não evidenciaram efeito teratógeno. Na espécie humana, até hoje, não foram referidos efeitos adversos. Amamentação: Na ausência de dados sobre a excreção no leite materno o tratamento deve ser evitado durante a amamentação. Fertilidade: Estudos de toxicidade em ratos machos e fêmeas não mostraram efeitos na fertilidade. EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUZIR E UTILIZAR MÁQUINAS*. EFEITOS INDESEJÁVEIS*: Frequentes: diarreia, dispepsia, náuseas, vómitos. Pouco frequentes: colite. Raros: tonturas, cefaleias, mal-estar geral, erupções cutâneas, prurido, urticária. Frequência desconhecida: dor abdominal, edema isolado da face, dos lábios e das pálpebras. Excecionalmente edema de Quincke’s. SOBREDOSAGEM*: Não foram descritos casos de sobredosagem. Em caso de sobredosagem acidental, aplicar as medidas básicas de emergência para estas situações. PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS*: Daflon 500 exerce uma ação sobre o sistema vascular de retorno: ao nível das veias, diminui a distensibilidade venosa e reduz a estase venosa; ao nível da microcirculação, normaliza a permeabilidade capilar e reforça a resistência capilar. APRESENTAÇÃO: Caixa de 60 comprimidos revestidos por película. TITULAR DA AIM: Servier Portugal - Especialidades Farmacêuticas, Lda. Av. António Augusto de Aguiar, 128, 1069-133 LISBOA. Tel: 213122000. Para mais informações deverá contactar o titular de AIM. Daflon 500 é um MNSRM. RCM aprovado em 07.2015. IECRCM 02.03.2018. *Para uma informação completa por favor leia o Resumo das Características do Medicamento. Leia cuidadosamente as informações constantes na embalagem e no folheto informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, consultar o médico ou o farmacêutico.
INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO - NOME DO MEDICAMENTO*: Daflon® 1000. Composição*: Bioflavonoides (Fração flavonóica purificada micronizada). Cada comprimido revestido por película de 1000 mg contém: 90% de diosmina, ou seja 900 mg; 10% de flavonoides expressos em hesperidina, ou seja 100 mg. FORMA FARMACÊUTICA*: Comprimido revestido por película, cor de salmão e de forma oval. INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS*: Tratamento dos sintomas e sinais relacionados com a insuficiência venosa (pernas pesadas, dor, cansaço, edema). Tratamento sintomático da crise hemorroidária. POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO*: Posologia habitual: 1 comprimidos revestidos por película por dia. Na crise hemorroidária: nos 4 primeiros dias: 3 comprimidos revestidos por película repartidos em 3 tomas; nos 3 dias seguintes: 2 comprimidos revestidos por película repartidos em 2 tomas; em seguida voltar à posologia de manutenção: 1 comprimidos revestidos por película por dia. CONTRAINDICAÇÕES*: Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE UTILIZAÇÃO*: A administração deste medicamento no tratamento sintomático da crise hemorroidária não substitui o tratamento de outros problemas anais. Se não houver remissão dos sintomas, deve ser consultado um médico de forma a proceder-se ao exame proctológico e à revisão do tratamento, caso haja necessidade. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E OUTRAS FORMAS DE INTERAÇÃO*: Não foram realizados estudos de interação. FERTILIDADE, GRAVIDEZ E ALEITAMENTO*: Gravidez: O tratamento deve ser evitado. Estudos experimentais no animal não evidenciaram efeito teratógeno. Na espécie humana, até hoje, não foram referidos efeitos adversos. Amamentação: Na ausência de dados sobre a excreção no leite materno o tratamento deve ser evitado durante a amamentação. Fertilidade: Estudos de toxicidade em ratos machos e fêmeas não mostraram efeitos na fertilidade. EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUZIR E UTILIZAR MÁQUINAS*. EFEITOS INDESEJÁVEIS*: Frequentes: diarreia, dispepsia, náuseas, vómitos. Pouco frequentes: colite. Raros: tonturas, cefaleias, mal-estar geral, erupções cutâneas, prurido, urticária. Frequência desconhecida: dor abdominal, edema isolado da face, dos lábios e das pálpebras. Excecionalmente edema de Quincke’s. SOBREDOSAGEM*: Não foram descritos casos de sobredosagem. Em caso de sobredosagem acidental, aplicar as medidas básicas de emergência para estas situações. PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS*: Protetor vascular e venotrópico. Daflon® 1000 exerce uma ação sobre o sistema vascular de retorno: ao nível das veias, diminui a distensibilidade venosa e reduz a estase venosa; ao nível da microcirculação, normaliza a permeabilidade capilar e reforça a resistência capilar. APRESENTAÇÃO: Caixa de 30 comprimidos revestidos por película. TITULAR DA AIM: Servier Portugal - Especialidades Farmacêuticas, Lda. Av. António Augusto de Aguiar, 128, 1069-133 LISBOA. Tel: 213122000. Para mais informações deverá contactar o titular de AIM. Daflon® 1000 é um MNSRM. RCM aprovado em 12.2018. IECRCM 25.01.2019. *Para uma informação completa por favor leia o Resumo das Características do Medicamento.**RCM aprovado em 12.2018
INFORMAÇÕES ESSENCIAIS COMPATÍVEIS COM O RCM | NOME DO MEDICAMENTO*: Daflon 500. COMPOSIÇÃO*: Bioflavonoides (Fração flavonóica purificada micronizada). Cada comprimido revestido por película de 500 mg contém: 90% de diosmina, ou seja 450 mg por comprimido revestido por película; 10% de flavonoides expressos em hesperidina, ou seja 50 mg por comprimido revestido por película. FORMA FARMACÊUTICA*: Comprimido revestido por película, cor de salmão e de forma oval. INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS*: Tratamento dos sintomas e sinais relacionados com a insuficiência venosa (pernas pesadas, dor, cansaço, edema). Tratamento sintomático da crise hemorroidária. POSOLOGIA E MODO DE ADMINISTRAÇÃO*: Posologia habitual: 2 comprimidos revestidos por película por dia. Na crise hemorroidária: nos 4 primeiros dias: 6 comprimidos revestidos por película repartidos em 3 tomas; nos 3 dias seguintes: 4 comprimidos revestidos por película repartidos em 2 tomas; em seguida voltar à posologia de manutenção: 2 comprimidos revestidos por película por dia. CONTRAINDICAÇÕES*: Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos excipientes. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ESPECIAIS DE UTILIZAÇÃO*: A administração deste medicamento no tratamento sintomático da crise hemorroidária não substitui o tratamento de outros problemas anais. Se não houver remissão dos sintomas, deve ser consultado um médico de forma a proceder-se ao exame proctológico e à revisão do tratamento, caso haja necessidade. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS E OUTRAS FORMAS DE INTERAÇÃO*: Não foram realizados estudos de interação. FERTILIDADE, GRAVIDEZ E ALEITAMENTO*: Gravidez: O tratamento deve ser evitado. Estudos experimentais no animal não evidenciaram efeito teratógeno. Na espécie humana, até hoje, não foram referidos efeitos adversos. Amamentação: Na ausência de dados sobre a excreção no leite materno o tratamento deve ser evitado durante a amamentação. Fertilidade: Estudos de toxicidade em ratos machos e fêmeas não mostraram efeitos na fertilidade. EFEITOS SOBRE A CAPACIDADE DE CONDUZIR E UTILIZAR MÁQUINAS*. EFEITOS INDESEJÁVEIS*: Frequentes: diarreia, dispepsia, náuseas, vómitos. Pouco frequentes: colite. Raros: tonturas, cefaleias, mal-estar geral, erupções cutâneas, prurido, urticária. Frequência desconhecida: dor abdominal, edema isolado da face, dos lábios e das pálpebras. Excecionalmente edema de Quincke’s. SOBREDOSAGEM*: Não foram descritos casos de sobredosagem. Em caso de sobredosagem acidental, aplicar as medidas básicas de emergência para estas situações. PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS*: Daflon 500 exerce uma ação sobre o sistema vascular de retorno: ao nível das veias, diminui a distensibilidade venosa e reduz a estase venosa; ao nível da microcirculação, normaliza a permeabilidade capilar e reforça a resistência capilar. APRESENTAÇÃO: Caixa de 60 comprimidos revestidos por película. TITULAR DA AIM: Servier Portugal - Especialidades Farmacêuticas, Lda. Av. António Augusto de Aguiar, 128, 1069-133 LISBOA. Tel: 213122000. Para mais informações deverá contactar o titular de AIM. Daflon 500 é um MNSRM. RCM aprovado em 07.2015. IECRCM 02.03.2018.
*Para uma informação completa por favor leia o Resumo das Características do Medicamento. Leia cuidadosamente as informações constantes na embalagem e no folheto informativo e, em caso de dúvida ou de persistência dos sintomas, consultar o médico ou o farmacêutico.

 

DAF19017